Você já se perguntou se vale a pena investir em uma produção de CD independente? Os artistas que sonham em registrar seu trabalho através da produção de um CD se questionam a respeito disso todos os dias. Hoje, apesar do crescimento das plataformas de streaming, lançar um CD ainda representa uma das maneiras mais tradicionais de divulgação da música. Assim, muitos artistas, por motivos financeiros, optam por investir em produções independentes ao invés de contratar profissionais. A produção desse tipo de CD, por ser realizada pelo próprio músico, exige ainda mais planejamento e dedicação. Você deseja saber se vale a pena investir em produção de CD independente? Continue lendo para descobrir mais.

Como funciona a produção de um CD independente?

A produção de um CD independente requer muita determinação e planejamento por parte do artista. Afinal, são várias as etapas que devem ser cumpridas para que o resultado final saia como esperado.

1. Selecionar as músicas

A princípio, você precisa selecionar as músicas que farão parte do álbum. Uma vez que a quantidade de faixas está diretamente atrelada ao montante de dinheiro que você gastará, isso é essencial. Dessa forma, o planejamento deve começar com um orçamento fixo para que isso seja cumprido.

Se o seu orçamento for limitado, será necessário ponderar acerca de qual tipo de CD em que você investirá. Seja ele prensado, duplicado, um álbum completo ou um EP (demonstração), você precisa ter tudo bem definido e orçado.

2. Escolher um estúdio

Nessa perspectiva, o segundo passo é escolher um bom estúdio para ensaiar e realizar as gravações. Procure investir em parcerias com profissionais capacitados e experientes, preferencialmente dentro do seu limite de orçamento. Assim, você terá uma obra de qualidade e que coincide com as suas condições de investimento em determinado momento.

3. Mixagem e masterização

O terceiro passo, logo após a escolha do estúdio, é escolher onde fazer a mixagem e masterização das faixas. Essa é uma etapa muito importante para a produção de CD independente, visto que define a qualidade do trabalho final. Porém, esse procedimento pode ser dispensado dependendo do objetivo do trabalho, uma vez que o artista pode optar por apresentar seu trabalho sem correções. Entretanto, se você possuir condições financeiras, aposte nessa etapa para concluir com muito mais harmonia a produção do seu CD independente.

4. Prensagem

Já a produção fonográfica, que trata da prensagem de CD, pode ser realizada de diversas formas. Dependendo da quantidade a ser produzida e do número de músicas que irão compor a mídia, o ISCR é essencial.  Nesta etapa, o International Standard Recording Code, ou Código Internacional de Normatização de Gravação, registro oficial da produção, deverá ser gerado e enviado para a fábrica juntamente com a master. Assim, será possível a fabricação dos CDs.

5. Divulgação

E finalmente, o último passo é a divulgação, que pode começar pela internet. Afinal, essa é hoje uma das ferramentas de maior alcance do mercado. Possuindo um produto de qualidade nas mãos, o artista terá uma grande chance de ter seu trabalho reconhecido no mercado. Mesmo que se trate de uma produção independente.

Comparação: produção independente x profissional

O CD produzido de forma independente pode apresentar algumas diferenças em relação à profissional. Desse modo, é preciso que você pondere a respeito e reflita se vale a pena investir em uma produção de CD independente. Ao contrário do CD profissional, o independente exige menos dinheiro e investimento. Por isso, um CD nessas condições e com aproximadamente 10 faixas custa em torno de R$6.000 e R$20.000. Isso, claro, dependendo do que o músico deseja contratar.

Já em uma produção de CD independente, a qualidade não é tão boa e por isso muitos serviços podem ser dispensados do processo. Isso economiza muito e este tipo de produção varia de R$1.500 a R$4.000 com 10 faixas.

Vale a pena investir em produção de CD independente?

Se você possui poucos recursos financeiros para investir em sua carreira mas quer tentar divulgar a sua música, a resposta pode ser sim. Nesse caso específico, a produção de CD independente é uma ótima escolha. Assim, a qualidade não é tão boa mas seu trabalho estará pronto em tempo hábil e poderá ser distribuído nos shows.

Contudo, se o artista deseja algo mais profissional e com alta qualidade, podemos dizer que não vale a pena. Nessa situação, seria melhor ele esperar ter mais recursos disponíveis ou mesmo tentar outras estratégias de financiamento, como o Crowdfunding.

E aí, decidiu produzir o seu CD? Solicite agora um orçamento e veja como é fácil realizar o seu sonho!!!

Assine nossa news e fique ligado!

Não se preocupe, não enviamos spam!