Na fase final do processo de fabricação do CD, o artista geralmente precisa escolher a embalagem ideal para seu projeto. Dessa maneira, essa decisão é uma importante peça do marketing para a sua música. Essa é uma decisão fundamental, pois essa ação se trata de investir no futuro e na repercussão de um disco. Então, vamos te falar tudo sobre capas de CDs e embalagem/envelope.

Visto que “a propaganda é a alma do negócio”, o artista precisa utilizar uma boa estratégia para decidir como a sua marca será percebida pelo público. E, consequentemente, adequar o seu planejamento ao orçamento disponível.

Mas antes que surjam mais dúvidas sobre esse assunto, vamos a um breve esclarecimento sobre alguns termos que costumam gerar confusão.

O que é capa e embalagem de CD?

A capa de um CD apresenta algumas diferenças, quando comparadas à embalagem. Capa é uma espécie de folhetos que contém a marca da banda ou do artista. Além disso, algumas informações referentes às faixas presentes no CD.

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, a capa de CD não é a própria embalagem, mas apenas o encarte, com capa e contracapa. Assim, este encarte é inserido em uma estrutura que pode ser composta por vários tipos de materiais, tais como acrílico, plástico, papelão e polietileno.

Diferentemente, envelope de CD já é a própria embalagem em que vai o produto, podendo apresentar formatos diferentes. De modo geral, o envelope é feito nos materiais plástico e papel, podendo este último variar conforme as gramaturas disponíveis.

Tipos de embalagens para CD e DVD

Digipack e Digifile

Uma vez que já possuímos um conteúdo exclusivo destinado a esse tópico, se você ainda não teve acesso, clique aqui para uma análise mais aprofundada. Resumindo um pouco a função de cada um deles, ambos são compostos por papéis mais rígidos e resistentes. As diferenças encontradas, dessa maneira, residem nos componentes de apresentação dos produtos e acabamento final.

O digipack é uma embalagem que possui desdobramentos de bandejas acrílicas, que formam um tipo de livreto. Apresentando um design mais comercial, é um pouco mais fino que o outro modelo. Assim, é mais indicado para designs mais refinados.

O digifile, por sua vez, é um envelope contendo bolsas e painéis, que também remete a um livreto. Entretanto, é um pouco mais flexível e dobrável, permitindo outras formas de acabamento. Para saber mais, não deixe de consultar nosso outro blog post!

Digibook

Digibook é uma das opções de capas de CDs e embalagem/envelope, geralmente impressa em papel cartão, que reúne um conjunto de bandejas do tipo digipack (digitray). Sendo sobrepostas, essas bandejas permitem a inserção de vários painéis. Assim, essa é uma excelente opção para coletâneas ou lançamentos com edições especiais diferenciadas (como acústico ou mixagens).

Tipos de envelopes para CD e DVD

Envelope de CD impresso é aquele em que a mídia será acondicionada diretamente na embalagem. Desse modo, ele pode ser totalmente personalizado e apresenta diferentes tipos de acabamentos. Essa é uma opção mais econômica em relação às demais. Porém, isso não impede que o produto final possa ter características mais refinadas, dependendo da gramatura e do tipo de papel.

A criatividade também é um fator importante na hora de elaborar o envelope de CD. Nesse sentido, ele serve para distribuição gratuita, não se adequando muito à comercialização.

O envelope de CD de plástico é um invólucro simples, sem maiores detalhes, que serve apenas para armazenar a mídia de maneira a conservá-la. Por isso, costuma ser utilizado apenas para transportar, guardar ou organizar CDs e DVDs.

O envelope Shrink é um invólucro de plástico que possui uma fita dupla face na ponta. Assim, essa disposição visa selar a embalagem para lacrá-la com total segurança. Com ele, pode-se fazer envelopes personalizados e trabalhar detalhes de modo a trazer exclusividade e qualidade para o produto.

Box acrílico

Dentre as opções de capas de CDs e embalagem/envelope temos o box acrílico, ou Jewel Case,. Ele é o modelo mais procurado por artistas e bandas, devido à qualidade de acabamento e maior durabilidade. Também denominado “caixa acrílica”, o box apresenta encartes que podem ser produzidos de 2 a 4 lâminas de impressão ou sanfonados em 3 medidas diferentes. Dessa maneira, a inserção do maior número de informações sobre as faixas e a obra é possibilitada. É utilizado tradicionalmente nos trabalhos que são destinados à comercialização, devido à popularidade e aceitação do produto.

Case para CD

O case para CD é uma embalagem plástica de polipropileno, sendo altamente resistente e translúcida. Serve para armazenar a mídia com total segurança devido à resistência do material de composição. Assim, é ideal para entregas pessoais, em eventos mais informais, visto que é leve, barato e prático para utilizar diariamente.

Como escolher a melhor embalagem?

Para escolher a melhor embalagem possível para compor o seu disco, você deve se ater a alguns fatores; dentre eles:

  1. Objetivo do trabalho

    O artista deve considerar qual é o objetivo que pretende alcançar com o trabalho. Assim, se a fabricação do CD ou DVD estiver destinada à comercialização em lojas, o material da embalagem deve ser mais resistente, com design mais elaborado. Então, descarta-se as embalagens mais econômicas e que não agregam valor à imagem do produto e, consequentemente, da banda. Em contrapartida, se a destinação for mera distribuição gratuita para divulgação das músicas em shows e eventos, podem ser utilizadas embalagens de menor custo. A fim, dessa maneira, de explorar a criatividade e não perder a competitividade.

  2. Orçamento disponível

    A princípio, o planejamento do custo de um projeto é muito importante para mediar as ações que serão realizadas durante a execução. Se o orçamento para a confecção das embalagens dos CDs e DVDs estiver limitado, o artista precisará avaliar dentre as opções de embalagens. E decidir, assim, qual é a que melhor atende aos requisitos do trabalho, equilibrando preço e qualidade. É claro que uma prévia comparação de preços entre fornecedores será muito eficiente para obter mais vantagens, mas ainda assim, não dispensa a aplicação de uma estratégia bem definida. Dessa maneira, você poderá escolher sua capa de CD ou embalagem de acordo com suas disponibilidades.

  3. Público

    O artista precisa dar toda atenção possível ao seu público, buscando compreender quais são as principais expectativas relacionadas ao trabalho. Por exemplo, se o seu público está concentrado nas classes A e B, provavelmente estarão mais dispostos a investir em produtos que apresentem maior qualidade como Digipacks ou Digibooks. Entretanto, se o público for de classe média, provavelmente a demanda será por CDs mais simples. Assim, as capas de CD e embalagens mais apropriadas serão Digifiles, Boxes Acrílicos ou Envelopes impressos.

  4. Abrangência

    A abrangência também é um fator importante para definir o alcance do trabalho, pois definirá como o artista deverá se posicionar. Se o objetivo é atingir o público popular, deve-se apostar em embalagens tradicionais como o Jewel Case ou Digifiles mais trabalhados, sendo favorável, em alguns casos, investir até mesmo em Digipacks. Mas se o intuito é apenas manter uma posição consolidada, sem dúvidas, o investimento será para embalagens de alta qualidade. E, até mesmo, personalizadas, tais como Digipacks e Digibooks.

Agora, basta apenas você considerar suas opções de capas de CDs e embalagem/envelope para alavancar sua carreira! Não corra o risco de perder seu público por conta de uma má escolha na hora de embalar seu CD.

Esperamos que você aproveite nossas dicas e que elas tragam muito valor à sua carreira musical! Para saber mais a respeito da criação de arte gráfica para o seu CD, clique aqui!

Assine nossa news e fique ligado!

Não se preocupe, não enviamos spam!