Mixagem e Masterização: tudo o que você precisa saber

Todo o processo de gravar um CD pode ser muito longo e cansativo. Assim, quando chegamos ao final, com todas as músicas gravadas e registradas, precisamos passar por uma parte técnica de produção. Por isso, muitos artistas se assustam ou se desanimam quando é chegada a parte de falar sobre mixagem e masterização. Apesar desses dois processos compartilharem as mesmas técnicas e ferramentas, eles são completamente diferentes e individualmente muito importantes para o resultado final da sua nova obra. Por isso, nós vamos explicar pra você o que são esses processos, para que você fique de olho neles e garanta não só a qualidade artística mas também técnica do seu trabalho.

Mixagem e masterização

O que é mixagem e masterização

Mixagem

No processo de mixagem e masterização, primeiramente vem a mixagem. Assim, ela é o balanço final entre tudo o que foi gravado no estúdio, em canais separados. Dessa forma, na mixagem são estabelecidos os níveis de volume para cada voz e timbre de cada um dos instrumentos da música. Todos eles serão integrados e equilibrados para formar a música da forma que ela será ouvida. Assim, é basicamente uma gravação multitrack. Várias partes individuais e instrumentos são utilizados para que juntos eles formem uma canção com sincronia e fluidez.

Esse processo também pode ser realizado em apresentações ao vivo. Seu principal objetivo é obter um equilíbrio entre o volume e timbre de todos os componentes de forma que todos possam ser ouvidos claramente.

Masterização

A masterização é o processo final de pós produção do áudio. Assim, ela busca  passar um pente fino nos arquivos mixados, buscando apurar e corrigir quaisquer deficiências sonoras. Após a mixagem, algumas falhas se tornam aparentes, e serão eliminadas ou minimizadas com a masterização. Assim, ela objetiva a qualidade do som no produto final por meio da consistência e balanceamento do seu álbum.

O processo de mixagem e masterização é reconhecido e muito bem aceito pelos engenheiros de áudio e produtores. Isso porque, quando bem executado, valoriza ainda mais o produto final.

Processos da masterização

  • Normalização – Esse processo nivela as músicas, fazendo com que todas elas mantenham os mesmos níveis de volume.
  • Ruído – Quando ruídos são percebidos durante a masterização, eles são eliminados. Assim, quando ruídos do sistema podem ser percebidos, mas não eliminados, podemos usar a equalização como sistema de redução de ruídos inteligente.
  • Sibilância – Os sibilos são sons contínuos, de característica musical e com tom agudo. São os Ss das palavras. Na masterização, a densidade desses sons pode ser controlada por meio do ajuste de frequências feito por compressores. Assim, serão utilizados para estreitar a diferença entre os sinais mais altos e os mais baixos no material gravado.
  • Equalização – Apesar de muitas vezes a música mixada parecer perfeita, elas podem ser melhoradas na masterização com ajustes de equalização.Agora que você já sabe tudo sobre mixagem e masterização, chegou a hora de escolher o método de fabricação do seu CD. Então, acesse nosso post onde falamos sobre o método da prensagem! Por fim, siga a Discmidia no Instagram e continue acompanhando nossas dicas.